Engenharia Diagnóstica

Engenharia Diagnóstica - Patologias - Desemprenho

A primeira parte no novo conceito envolve as diferentes investigações técnicas, que são: vistoria, inspeção, auditoria, perícia e consultoria. A vistoria é a mais utilizada e a mais simples, focada na observação e constatação de problemas. A inspeção já é um termo mais profundo, sendo uma análise mais detalhada de riscos e qualidade. A auditoria é a comparação técnica com normas, livros, manuais, padrões técnicos, especificações nos projetos, entre outros. A perícia é ainda mais profunda, buscando a origem e causa do problema e seu mecanismo de ação; também é a mais completa entre as demais Por fim, a consultoria oferece a solução e a prescrição de reparo da patologia.Através dos diferentes tipos de investigações técnicas, é possível determinar os diagnósticos de manifestações patológicas, como anomalias construtivas, falhas de manutenção e irregularidades de uso com o por exemplo, rachaduras, recalques, infiltrações, surgimento de vegetação em áreas inapropriadas, infiltrações, manchas de mofo e bolor, bem como a corrosão de armaduras. Além disso, também é possível indicar os níveis de desempenho determinados pela NBR 15.575 da ABNT, que podem ser mínimo, intermediário ou superior.


O relatório de diagnostico aprimora a qualidade e a apuração de responsabilidades (inclusive no âmbito judicial). Em assim sendo se constitui em ferramenta essencial em todas as fases de desenvolvimento de uma construção. Para deve ser levado a termo um percurso diagnóstico, que envolva as etapas onde deve estar presente, elaborados por engenheiro perito experiente que circunstanciará detalhado laudo.